AgeRio destina R$ 15 milhões a Fundos de Investimento em Participações

A Diretoria Executiva da AgeRio aprovou R$ 15 milhões de aporte em Fundos de Investimento em Participações (FIP) com foco em Capital Semente e Série A – fundos que apoiam empresas nascentes, inovadoras e com alto potencial de crescimento. Dos recursos, R$ 10 milhões serão destinados ao FIP Criatec 4 e R$ 5 milhões ao FIP MSW Multicorp II, sendo desembolsados pela AgeRio ao longo de dez anos, período estimado para duração dos fundos.

O FIP Criatec 4 é a quarta edição da série de Fundos Criatec do BNDES, todas com foco em capital semente e ancorados pelo BNDESPAR. O fundo estima investimentos da ordem de R$ 200 milhões, destinados a cerca 25 de startups com faturamento de até R$ 16 milhões ao ano (ticket médio de R$ 6 milhões). Já o FIP MSW Multicorp 2 é o segundo fundo da gestora MSW Capital. Serão investidos R$ 100 milhões em startups (entre 12 e 15), com faturamento de até R$ 16 milhões ao ano (ticket médio de R$ 2 milhões a R$ 10 milhões). A expectativa de retorno do fundo é de 20% ao ano.

A diretora de Operações, Tatiana Oliver, acredita que a ação é um bom estímulo à economia fluminense:

– O amadurecimento do mercado de venture capital é bastante relevante para estimular o ambiente de inovação e empreendedorismo em uma região, por isso é muito importante para a AgeRio participar desse movimento, apoiando o desenvolvimento de empresas com elevado potencial de crescimento no Estado do Rio de Janeiro – disse.

A superintendente de Operações Estruturadas, Patrícia Penna, ressaltou a importância da realização:

– A última vez que tivemos um Comitê de Investimento para aporte em novos fundos foi em 2013. Desde então, foram alguns anos em que a equipe acompanhou a gestão dessa carteira e, recentemente, obteve retornos bastante positivos com as vendas das empresas. Esses anos trouxeram conhecimento, aprendizado e amadurecimento para a AgeRio – pontuou.

A gerente de Acompanhamento, Graciela Ayub, destacou que o fomento por meio de Participações fortalece a missão da AgeRio, alavanca investimentos para o Estado e proporciona o empreendedorismo inovador, fator propulsor do desenvolvimento econômico. Graciela Ayub explicou ainda que as edições passadas solidificam o investimento dos Fundos Criatec no mercado de venture capital:

– Os três fundos já lançados receberam aportes de agências de fomento, bancos de desenvolvimento e bancos regionais. A expectativa é que as projeções de retorno do fundo, a serem definidas após seleção da gestora, superem o valor histórico dos FIPs liderados pelo BNDESPAR (16%.a.a), dadas as saídas já realizadas e as valorizações das empresas ainda em carteira dos Fundos Criatec.

O assessor técnico João Moço complementou:

– É preciso destacar o perfil de diversificação do Fundo Criatec 4, que prevê investimentos em aproximadamente 25 empresas, de cerca de dez setores diferentes, distribuídas em pelo menos quatro regiões do país, com no mínimo R$ 10 milhões alocados no Rio de Janeiro.

A gente apoia. O Rio cresce!

Saiba mais sobre a AgeRio