AgeRio é destaque no Jornal Extra

Neste domingo (22/11), a AgeRio foi uma das empresas citadas na seção Ganhe Mais do Jornal Extra, que publicou uma matéria sobre linhas de crédito para micro e pequenas empresas. A reportagem mencionou as linhas do Fundo Estadual de Microcrédito Produtivo Orientado (Fempo) e Fundo Geral do Turismo (Fungetur), operadas pela agência, além de destacar as vantagens e taxas atrativas desses serviços.

Confira a matéria a seguir:

O ano foi desafiador para os micro e pequenos empresários, muitos tiveram dificuldade de acesso a crédito para manter a operação funcionando. Mas, neste fim de ano, o mercado de crédito está sendo retomado e empresas estão tomando recursos para pagar contas e para investir no negócio. O EXTRA apurou no mercado e mostra as principais linhas de crédito disponíveis para micro e pequenos empresários, subsidiadas pelo governo e, também, pelos grandes bancos e fintechs.

O governo federal liberou recursos para ajudar as pequenas empresas na crise. O Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) teve duas fases, nas quais foram realizadas 475.873 operações de crédito, totalizando R$ 32,8 bilhões em liberações, segundo o Ministério da Economia. Com a demanda ainda alta pelos recursos, o Senado Federal aprovou a terceira fase do Programa na última quarta-feira, no entanto, o texto ainda precisa ser aprovado pela Câmara dos Deputados.

Crédito emergencial no Rio

O programa de microcrédito da Agência Estadual de Fomento (AgeRio) passou a ser operacionalizado, durante a pandemia, com recursos do Fundo Estadual de Microcrédito Produtivo Orientado (Fempo), que possibilitou melhores condições de crédito. A linha oferece empréstimos entre R$ 500 e R$ 21 mil, com taxas a partir de 0,25% ao mês, para pagamento em até 24 meses. É preciso ter fiador com renda comprovada, podendo ser um parente ou cônjuge. E ambos precisam ter o nome limpo.

Para pequenas e médias empresas, a AgeRio oferece o Fungetur, voltado neste momento para empreendimentos do setor do Turismo. Os créditos são entre R$ 21 mil e R$ 30 milhões, com taxa de juros a partir de 0,41% ao mês, mais inflação (INPC)

A gente apoia. O Rio cresce!

Saiba mais sobre a AgeRio