AgeRio firma convênio de microcrédito com os municípios de Volta Redonda e Porto Real

A AgeRio assinou nesta sexta-feira (21/05) mais dois convênios do Programa de Microcrédito Produtivo Orientado, desta vez com as prefeituras de Volta Redonda e Porto Real, no Sul Fluminense. Com essas duas cidades, agora são dez municípios que tiveram parcerias firmadas esse ano: Areal, Cachoeiras de Macacu, Engenheiro Paulo de Frontin, Miguel Pereira, Natividade, Petrópolis, Rio Bonito e Vassouras, além de Volta Redonda e Porto Real.

O presidente da AgeRio, André Vila Verde, declarou que a colaboração da Agência com novas prefeituras marca um momento de fortalecimento do interior do Estado.

– Fechamos a semana em Volta Redonda e também estamos assinando convênio com Porto Real. Alcançamos 10 municípios fluminenses que contam com instrumento para fortalecer a economia local e expandir os micro e pequenos negócios por meio da divulgação do nosso programa. São duas cidades importantes do Sul Fluminense e é essencial estarmos marcando mais essa presença – declarou o presidente.

Presente no evento promovido na sede da Prefeitura de Volta Redonda, Vinicius Sarciá, presidente do Conselho de Administração da AgeRio, apontou que o convênio entre a AgeRio e o município possibilita fazer com que o crédito com taxas acessíveis chegue nas mãos de quem mais precisa.

– Serão beneficiados pequenos negócios que necessitam de fomento. O apoio é fundamental no momento de retomada da economia e representa desenvolvimento regional com geração de emprego e renda para a população – disse.

O prefeito de Volta Redonda, Antônio Francisco Neto, ressaltou que mais do que garantir novos postos de trabalho, a parceria vai manter empregos que já existem no município e ajudar na sobrevivência de muitas empresas.

– Temos que agradecer muito a sensibilidade da AgeRio em nos apoiar em um momento tão difícil – afirmou o prefeito de Volta Redonda.

Já o prefeito de Porto Real, Alexandre Augustus Serfiotis celebrou a presença da AgeRio.

– A parceria surge em um momento de dificuldade, pois sabemos que muitas pessoas perderam emprego e abriram o próprio negócio. Os recursos de até R$21 mil podem ser usados tanto pelos microempreendedores quanto para os informais. A taxa de juros é muito baixa e dá ao profissional condição de investir em seu negócio – expôs o prefeito de Porto Real.

Durante a assinatura em Porto Real, a diretora de Operações, Tatiana Oliver, declarou que as condições da linha de crédito são atrativas e, a partir do convênio, a prefeitura vai divulgar as informações aos interessados para obter crédito na AgeRio. Ela estava acompanhada do superintendente de Operações Padronizadas, Bruno Bravo.

A gente apoia. O Rio cresce!

Saiba mais sobre a AgeRio